quinta-feira, 24 de março de 2016

Montagem do Stand

Agora vamos falar sobre o stand. 
Feira escolhida, contrato fechado, peças confeccionadas considerando os dados que foram passados pelos organizadores e por uma pesquisa informal.
Chegou o momento de montar seu stand na feira - UHUUUULLLL!!!!

Esta é a segunda postagem da série "Participando de Feiras" no intuito de ajudar futuros participantes a conhecer um pouco sobre o mundo das feiras artesanais e dicas a serem observadas para que comece com o pé direito. 
Caso não tenha lido a 1a postagem clique AQUI.

** Antes de iniciar este tema, quero comentar sobre o transporte. Muiiiiiiito cuidado como vai embalar, armazenar e proteger suas peças. No transporte tuuuudo pode acontecer. Portanto caixas frágeis ou se forem reaproveitadas, reforce. Envolva em plástico bolha ou sacos/sacolas plásticas o máximo de coisas que puder. Acredite, acontece de tuuuudo nestas horas... não estou querendo assustar ninguém, mas sabe aquela história "parece que acontece de tudo quando não deve". Bem isso!!!  ;-)
Proteja e embale da melhor maneira possível, considerando que haverá o balançar do carro, algum tipo de fricção entre elas dentro do recipiente e etc., então pense em todas as possibilidades possíveis e impossíveis.**

***Principalmente etiquete as caixas informando exatamente o que tem dentro delas, para abrir na ordem correta no momento da montagem. Nada pior que coisas espalhadas por todos os lados no momento de pressa e pressão...rs...
Separe nestas caixas o que é estrutural, o que é decorativo e o que é necessário (embalagens, etiquetas, canetas, sacolas, fitas e etc.).
Isso facilita bastante. E prefira caixas médias (ainda que em maior quantidade). As caixas enormes são difíceis de carregar, empilhar, ficam pesadas, as vezes somos apenas nós mulheres então vamos facilitar nossa vida, não é mesmo? ***

Boraaaa!!!

Montagem:

Eu recomendo e prefiro que toda a montagem seja feita 1 dia antes. Isso de “porque vai abrir no período da tarde só é liberada a montagem pela manhã”  não não não!

Ah, nem por isso deve-se pagar um dia a mais ok?

No caso de uma mega artesanal, por exemplo, que tem divisórias, móveis, parte elétrica mais complexa e etc., deve ser feita no dia anterior e muito bem determinada a hora da entrega do stand PRONTO pela equipe contratada. Lembre-se que depois disso ainda tem a "sua montagem" a ser feita então nada de horários muito tardios.


Bom, a montagem do stand referente ao que nos apetece, como comentei na postagem anterior, começa primeiramente pelo espaço disponível. Só assim é possível, considerando as diretrizes passadas pela organização, definir o que você pode levar.

Mesas: 

Item indispensável é a mesa, porém, qual mesa?

Alguns locais disponibilizam uma mesa com cadeira, mas muitas vezes elas não são bonitas ou até mesmo estão danificadas (quando não é mobiliário locado).

Há quem utilize aquelas em metal, comuns em bares e também as redondas ou quadradas plásticas (há desmontáveis).

Tudo é possível, apesar que se for algo inevitável eu ficaria com as quadradas em metal por serem mais fáceis de colocá-las uma ao lado da outra mantendo a mesma altura e parecendo uma única mesa. 
Se bem me recordo as mesas quadradas/redondas inteiriças e plásticas tem as pernas maiores, não permitindo lado a lado por deixar um vão entre elas.
As de montar, me parecem frágeis e se movimentam demais, mas se você está adaptada(o) e trabalha bem com elas, boraa!!!

Por isso vou sugerir como item funcional as mesas que eu utilizo.

Comprei pensando principalmente nos requesitos: bonitas e práticas, inclusive para o transporte, caso necessário.

São as que tenho e utilizo no meu atelier, por também serem muito fáceis de limpar, dobráveis, super fáceis de montar e relativamente leves.
Então resolvi duas questões com apenas 1 modelo de mesa :-D
 

Estas que inclusive utilizei na feira de Lindóia. Levei no porta-malas tranquilamente (considerando o porta malas de um carro sedan. Mas se for sozinha(o) ou com apenas 1 passageiro, "vai de boa" atrás dos bancos, desde que colocada de forma segura). 
Esta mesa está disponível em 3 medidas. A que mais me atraiu foi o modelo de 1,83m. largura x 0,80cm de profundidade.



Deixo disponível o site para que possam pesquisar caso haja interesse.

As minhas eu adquiri no Sam´S.  ;-)  Por ser do mesmo grupo, talvez tenha até no Walmart... vale checar.


Agora falarei de toalhas. 
Vejo isso há anos... Muitas pessoas são adeptas do TNT. Sei que é barato (no valor de hoje média de R$ 2,00 o metro) existem de diversas qualidades (o que também é um agravante já que nem todos notam), porém é algo que não me agrada muito... Aliás não me agrada em nada! kkkkkk 
Já usei em feiras, achei um desperdício do meu tempo e do meu dinheiro para ajeitá-lo, encontrar no tom que eu queria e se venta é o ó...aff..
Mais uma vez.... minha opinião!!! Se gosta, se está bem adaptada(o), se não vê nada de errado... ok. Eu creio que há opções mais adequadas.



Observe que os itens adquiridos para uma feira, apesar de parecer um investimento alto, é algo que você reutilizará diversas vezes e permitirão uma caracterização do seu stand, promovendo assim a identidade de sua marca. 


Minha recomendação: use e abuse de muita criatividade ou fica minha sugestão que é um tiro certeiro, que gosto muito e utilizo - o tecido oxford.
Amassa pouco, tem um ótimo caimento custando em média - valor de hoje R$ 9,00 o metro. 
Basta fazer barra e pronto!
Se quiser conhecer clique AQUI - link de uma loja que peguei na internet. Observar que há lojas em que o tecido poderá aparecer com um valor para maior. Neste caso, provavelmente ele terá largura de 3,00 metros.

Claro que você pode utilizar outros tecidos que lhe agradem mais. Porém, para mim, considerando custo x benefício, o oxford atende bem. Aliás, utilizo para diversas outras coisas por ser um tecido coringa. Tem aparência elegante,  ótimo caimento então é perfeito para feira.

Como disse, é meu gosto particular, portanto apenas uma sugestão.
Lembrando que possivelmente haverá uma montagem elétrica e fios passeando pelo stand, deixá-los visíveis ainda que por trás de um tecido, não é muito bonito!  :-P

Geralmente não se tem espaço para outros itens importantes como sacolas, embalagens, fitas, ou seja, itens para finalização da venda. Por isso o espaço abaixo da mesa, serve para ter onde guardar bolsa, blusas e o que mais não for de exposição. Também por isso a indicação de uma toalha com bom caimento, que não seja transparente, que não cause desconforto ou que seja feio se observar levantando para pegar o que há embaixo da mesa. 

O ideal é organizar da forma mais prática possível o que necessitará para que seja uma ação rápida, eficiente e precisa. 


O que EU costumo fazer é: utilizar as caixas de transporte como suporte e acima, deixar separadamente em bandejas ou caixas baixas os itens de embalagem separados para pegar rapidamente embaixo da mesa. Eu determino, por exemplo, 2 ou 3 tipos de embalagens que sirvam para as peças. Não tem como levar todas as embalagens necessárias para que fiquem certinhas como quando enviamos do atelier direto ao cliente. 
Vai da criatividade para que fique bonita.


Outra coisa interessante de se comentar: não tenha a pretensão de levar todo seu atelier para uma feira. Não dá!!! Neste momento tem que ser prática, eficiente e principalmente, optar pela simplicidade.


Lembre-se que a montagem do seu stand envolve diversos fatores:

·       agradabilidade,

·       organização,

·       destaque e sim,

·       beleza.



Tem que ser um stand que chame a atenção e à distância, pois dependendo do seu produto não é ele que fará este trabalho.

Outro item muito útil e bem importante caso haja espaço é uma bela e prática prateleira.

Prateleira:

Falando em prateleira, a minha é desmontável. Ao comprar uma prateleira avalie a profundidade e o peso que ela aguenta.




A minha eu comprei na Cassol, se não me engano é esta.
Segue o site para que possam ver também.

Fazer montagens multinível também é super interessante. Neste caso sim, super aprovo o uso de caixotes com tecido cobrindo para fazer algumas montagens diferenciadas. Como sempre criatividade conta muito.
Comentarei um pouco mais no próximo post.

Por enquanto é isso sobre estrutura. 

O que vocês acharam desta postagem??? 
Aguardo mais e mais comentários!!!

E por hoje é só pessoal!!!
Próximo post falarei sobre organização do stand e distribuição das peças!  
Bjokas



Daniela Fellipe
Lallana Atelier

“Peças artesanais para decoração, harmonização
e presentes especiais para pessoas especiais.
Assim como você!”




sábado, 19 de março de 2016

Participando de Feiras

Oyeeee

Hoje eu resolvi falar um pouco sobre feiras.
Retomei recentemente e me pareceu interessante comentar com vocês.
Participar de uma feira traz muitas vantagens e há diversas feiras de artesanato entre outras a qual nossa arte se encaixa e pode ser interessante participar.


Algumas vantagens:

* é uma ótima forma de você testar a viabilidade dos novos produtos tendo contato direto com seus clientes;

* fazer networking conhecendo diversos profissionais da sua e de outras áreas;

* observar o mercado;

* ter visibilidade tornando-se mais conhecido para o público em geral;

* aprimorar suas técnicas de vendas e ter um retorno de investimento relativamente rápido. Afinal, os clientes vão até você.


 
fonte: http://www.guiapraiagrande.com.br/artigos/arte-cultura/?data=7/5/2015&id=21

Claro que estes são apenas alguns benefícios, mas para isso é preciso observar pequenos/grandes detalhes. Considerando minha experiência pessoal participando e na maioria das vezes organizando feiras, vou comentar temas relevantes para que sua participação tenha desde o início grandes possibilidades de muito sucesso!


 
fonte: http://bandsc.com.br/canais/noticias/encontro_de_artesaos_deve_movimentar_feira_de_moda_em_brusque_no_vale_do_itajai.html

Vou dividir a postagem, pois o tema é extenso e ninguém aguentaria ler tudo de uma vez...rs... 
Para começar vamos tratar de:

Escolhendo uma feira.

Diversos amigos vêm conversar comigo pedindo dicas antes de participar de uma feira. E geralmente tenho a oportunidade de ter um feedback sobre suas experiências.
Ao escolher uma feira para participar, é importante observar: 

- é uma feira nova?

- é uma feira tradicional?

- quem é o organizador? Essa pessoa tem experiência com feiras?

- onde ela será feita/localização? É de fácil acesso via ônibus, metrô? Tem estacionamento?

- se já é tradicional solicite informações sobre tráfego, quantas pessoas costumam visitá-la em suas edições. Aproveite e busque outras fontes de informação quanto a isso, não se fie apenas nos dados repassado pelo(s) organizador(es). Outra opção é buscar informações com pessoas que já participaram anteriormente.

- qual é a forma geralmente utilizada para divulgação? Redes sociais, jornal, panfletagem, faixas, etc.

- se é nova, como o organizador informou serem as formas de divulgação que serão utilizadas?

- como eles permitem sua participação na divulgação?  Apenas sua logo e nome, fotos de suas peças? Em quais mídias?

- número de participantes? Quantos da mesma área que você caso seja uma feira diversificada?

- pergunte exatamente qual o espaço que terá para seu stand? Neste espaço o que você é autorizado(a) a colocar: mesa, prateleira, arara, placa de identificação com sua logo ou banner e etc? 

- será necessário locar mobiliário? Quando será a entrega e quem fará a montagem? Está incluso no valor? Qual a taxa? 

- você terá lugar pré-determinado? É o mesmo espaço para todos, caso não seja uma mega artesanal, por exemplo.

- tem pontos de luz?

- tem disponibilidade de internet via wi-fi? Lembrando que não é para acesso ao whatsapp, face ou outras redes sociais. Para quem usa máquina de cartão especialmente via celular é muito importante!

- ler muito bem o contrato. Caso não haja, formalizar de alguma forma, nem que seja por email, mencionando claramente quais são os deveres, direitos e etc. Mencione tudo que for necessário para que fique claro e não lhe deixe em caso de necessidade completamente desprotegido. 

***Aproveitando o tema desprotegido, eu Dani tenho preferência por locais cobertos/fechados. Feiras ao ar livre são interessantes, porém você fica sujeito as intempéries do tempo. Se o seu produto não pode ficar no calor ou chuva, você correrá o risco de perdê-los. Pense neste quesito ao aceitar participar de uma feira aberta. Principalmente se for por um período de vários dias onde dificilmente se pode estimar com 100% de certeza a previsão do tempo. Lembrando da famosa e antes pontual "Águas de Março" que para mim este ano foram águas de fevereiro...
E leve em consideração que se em uma feira fechada, o tempo pode dificultar a ida das pessoas à feira, imagina sendo aberta. Então a possibilidade de que nos dias de mau tempo não haja muitas vendas é grande.

   
fonte: http://www.addiper.pe.gov.br/index.php/xvi-fenearte-maior-feira-de-artesanato-da-america-latina-acontece-entre-2-e-12-de-julho/

Feira nova x feira tradicional

Uma feira tradicional já tem um público cativo, geralmente é feita no mesmo lugar e em datas determinadas. Sendo assim o trabalho de divulgação para trazer clientes é menor e a garantia de público (considerando ser uma feira de sucesso reconhecido) muito maior.

Claro que, chuva, frio, greve de ônibus e etc. são variáveis que podem mudar drasticamente este cenário. Mas vamos considerar com otimismo hehehe.

Uma feira nova necessita de muita divulgação, a maioria das pessoas que certamente irão lhe prestigiar são amigos e familiares, portanto para que estes se sintam confortáveis e para que haja além destes outro público, a organização desta feira deve ser muito bem feita e a infraestrutura digna.

Neste quesito aproveito para mencionar sobre organizador. Muitas pessoas têm interesse em fazer/organizar feiras, mas infelizmente neste momento inexperiência pesa bastante até porque quem o faz está lidando com o tempo, o investimento, o trabalho e a expectativa de todos que se comprometem a participar.

Um amigo participou de uma feira nova e na metade do período já não queria mais ir, pois considerava perda de tempo e investimento. 

* comentou que o local destinado era inadequado;

* não houve divulgação portanto não havia público;

* a organizadora misturou comida com produtos de forma desorganizada tirando totalmente o foco da feira que eram produtos;

* o local não tinha qualquer infraestrutura, portanto a montagem assim como organização dos stands não foi bem planejada. 


Ou seja, fiasco total! 

A pergunta que fica é: de quem foi o prejuízo no final?

Quanto a localização, ter fácil acesso é fator determinante para as pessoas visitarem uma feira, principalmente se ela for nova. Não ter acessibilidade restringe o público a pessoas que tenham carro e exige que a feira tenha como foco um nicho bem específico.

Saber quantas pessoas costumam visitar a feira ajudará no momento de escolher quais e a quantidade de peças a serem levadas. O tipo de público também determina o ticket médio (valor gasto pelos clientes em edições anteriores) fazendo com que leve mais peças que se adequem a este valor e aumentando a possibilidade de vendas.

Sem divulgação não há feira, seja ela nova ou não. Este quesito deve estar muito bem determinado, até para que você possa ter acesso a esse material para divulgar em suas redes sociais além das tuas próprias.

O espaço é importantíssimo. A forma como apresenta seus produtos fala muito sobre você como profissional o que ao final remete a visão que as pessoas terão de suas peças. Um stand convidativo e organizado atrai clientes e também facilita no momento da compra. Caso o mobiliário seja de terceiros, sempre defina o horário de montagem dos móveis para que haja tempo hábil para finalizar a disposição dos produtos e demais itens, tudo EM CONTRATO. 

Energia e wi-fi são muito bem-vindos (no meu caso necessários). Sempre!

Contrato - leia muito bem, várias vezes. Evite assinar ou enviar um "de acordo" via email sem ter absoluta certeza que compreendeu e é bom para ambas as partes. Caso envolva pagamento, principalmente pessoa física, tenha o máximo possível de informações sobre essa pessoa e exija recibo de pagamento.

Esses são alguns tópicos importantes. Porém tão importante quanto, é sempre que possível visitar o local antes. Veja como é a iluminação, se você ficará perto de portas ou janelas e a infraestrutura no geral (inclusive se há extintores de incêndio, segurança e etc.). Pode parecer besteira, mas já participei de feira em que o stand ao lado do meu pegou fogo por má instalação elétrica. E no dia anterior eu havia perguntado onde estavam os extintores do local e me mostraram 1 que estava num lugar completamente inadequado (escondido atrás de mesas de participantes da feira). Só havia 1 extintor (o que foi mostrado) para aquele espaço gigantesco e é o que foi usado para apagar o fogo!!!

Após o ocorrido exigi e fiquei o restante da feira com 2 extintores um na frente e outro ao lado do meu stand. Não havia um organizador sequer no local para resolver no momento do ocorrido. E se o pior tivesse acontecido? Papel e tecido são altamente inflamáveis. Apenas uma porta para entrada e saída e eu ao fundo da feira láaaa longe... E se tivesse acontecido durante a noite? Dezenas de profissionais teriam perdido absolutamente tudo, inclusive eu!!! 
Parece piada... mas acontece, acreditem!!! E antes que pensem que eu fui a uma feira qualquer... fui não...rs...

Sendo assim amigos e amigas, SEGURANÇAAA. Muitos deixam para lá, mas é sim um quesito a se pensar porque nem sempre os outros pensam por nós!!! #ficaadica

Finalizando, a feira começa antes da montagem. É uma decisão bem analisada, planejamento, investimento e dias de trabalho no stand durante a feira. Se as etapas de preparação são puladasé um obstáculo para seu sucesso. Há variáveis que estarão fora de nosso controle como o caso que citei acima. 
Porém cabe a nós evitarmos o máximo que pudermos, estarmos conscientes e informados antes de iniciar e assim caminhar rumo ao sucesso!! 

No próximo post o tema será montagem do stand.
Gostou? Deixe seu comentário!!!
Bjoka





Lallana Atelier

“Peças artesanais para decoração, harmonização
e presentes especiais para pessoas especiais.
Assim como você!”